sexta-feira, novembro 30

COMER,COMER!!!!!!!!!

TARTE TATIN
Ingredientes:• 1 kg de farinha de trigo• 400 g de manteiga sem sal dura para a massa• 100 g de manteiga sem sal para cozinhar junto com as maçãs• 2 colheres (sopa) de açúcar para a calda• 150 g de açúcar para a massa• 100 g de açúcar para o recheio• 1 kg de maçãs verdes descascadas• 1 pitada de sal• 300 ml de leite temperatura ambiente• Água.
Prepare assim:• Peneire a farinha com o sal e o açúcar e acrescente 400g de manteiga fria, em pedacinhos;• Com a ponta dos dedos, incorpore a manteiga à farinha;• Acrescente o leite aos poucos até formar a massa e deixe descansar por, no mínimo, 2 horas;• Parta as maçãs ao meio, retire as sementes e corte cada metade em 5 fatias;• Em uma frigideira grande que possa ser levada ao forno acrescente a água e o açúcar para fazer a calda;• Coloque as maçãs e deixe que cozinhem um pouco, mexendo sempre;• Acrescente a manteiga e cozinhe mais um pouco;• Abra a massa em um tamanho um pouco maior que o da frigideira usada;• Coloque a massa por cima das maçãs e leve ao forno pré-aquecido na temperatura de 250º, por aproximadamente 45 minutos;• Para desenformar, vire a frigideira sobre um prato grande ou tábua de madeira.
fonte:
http://www.olivieranquier.com.br/

Um comentário:

Anônimo disse...

Cara Tania:

Por favor, imprima uma cópia da receita da Tarte Tartin e envie para a Carolyn. Ela costuma providenciar as matérias-primas - daí a necessidade da lista - e eu entro com a mão-de-obra e a fome. Homem que gosta de cozinhar? De início, foi a necessidade, depois tomei gosto pela coisa.

Tanto que é mais fácil me encontrar no Mercadão do que em restaurantes. Prefiro fazer as coisas de acordo com meus gostos e, como nunca tive que cozinhar para a família todos os dias, como bilhões de mulheres fazem (e eu as admiro muito por isso, pode acreditar!), as panelas puderam se tornar para mim uma diversão.

Eu me lembro que a Carolyn me olhou com desconfiança, pensando que eu, depois de cozinhar, iria deixar um monte de louça para ela lavar. Mas ela teve um prazer duplo: além da boa comida, deixei a cozinha limpa. Por isso ela não reclama quando tem que comprar os ingredientes, principalmente quando quer provar uma receita nova, como essa que você postou no blog.

Nada como morar sozinho e não ter dinheiro para pagar uma empregada. Das duas, uma: ou você passa a morar num chiqueiro ou começa a fazer o serviço doméstico. Certa vez, fiquei contente quando uma senhora japonesa elogiou a arrumação de casa. Quase respondi, com orgulho:

- A gente é pobre, mas é limpinho!