segunda-feira, fevereiro 11

ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ




Jaquinho
Quando fui assistir "Onde os fracos não tem vez" ( No country for old man ) tinha a certeza de que veria um filmaço, pois adoro os filmes dos irmãos Coen.

Eles são como David Linch, Woody Allen, Q. Tarantino, Jim Jarmush, ou seja, ou você ama ou odeia todos os filmes deles, não havendo meio termo, tipo, desse filme eu gostei, daquele outro não...
Achei o filme uma verdadeira obra prima do cinema, me fazendo chegar a conclusão de que o cinema é uma arte fenomenal, situando-se acima de qualquer outra forma de arte.
Exagero ? Talvez, mas não pra mim. Sei que muita gente não gostou do filme, enquanto outros o adoraram, e é exatamente essa falta de unanimidade que faz ele tão especial...
A história envolve drogas e violência, mas essa segunda é mostrada de uma forma distinta daquela que vemos em outras fitas. A narrativa do filme, a fotografia, o visual, a música, enfim, tudo é muito especial, e bastante diferente do convencional.
Ele é superior à várias criações dos Irmãos Coen, incluíndo Fargo, sendo considerado por mim, uma obra obrigatória aos amantes do cinema.
Não deixem de prestar atenção, logo no início do filme, na antológica introdução do personagem de Tomy Lee Jones , com um forte sotaque do Texas, onde o filme é ambientado e rodado, (especificamente na cidade de El Paso na fronteira com o México), e também no final do filme, também protagonizado por ele.
Apenas para encerrar, palmas para a atuação do espanhol Javier Barden, na pele de um assassino psicopata, como há muito tempo não se via nas telas de cinema, talento digno de um Oscar...
O filme está na disputa por oito estatuetas, incluindo o melhor filme, melhor diretor e melhor ator para Javier Barden ( que já levou o Globo de Ouro).
Assistam, e depois façam o seu julgamento!

Ficha TécnicaTítulo Original: No Country for Old Men
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 122 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2007
Estúdio: Paramount Vantage / Miramax Films / Mike Zoss
Productions / Scott Rudin Productions
Distribuição: Miramax Films / Paramount Pictures
Direção: Ethan Coen e Joel Coen
Roteiro: Ethan Coen e Joel Coen, baseado em livro de Cormac McCarthy
Produção: Ethan Coen, Joel Coen e Scott Rudin
Música: Carter Burwell
Fotografia: Roger Deakins
Desenho de Produção: Jess Gonchor
Direção de Arte: John P. Goldsmith
Figurino: Mary Zophres
Edição: Ethan Coen e Joel Coen
Efeitos Especiais: Luma Pictures / Tinsley Transfers

2 comentários:

Alex disse...

Tânia,

Realmente é uma obra-prima. Poucas vezes vi um filme ter uma atmosfera tão impregnada de violência e melancolia com o atual estado do mundo...
Bjs

Jaquinho disse...

É Taninha, mas tem gente que não gostou, mas é assim mesmo.
Curtir 1 filme como esse não é pra qualquer 1, vai por mim
Bjs , jaquinho.