segunda-feira, novembro 25

Os maiores achados da Rua 25 de Março

Famosa por ser uma mina de ouro para quem procura economizar, a região da 25 de Março é ainda conhecida por se renovar constantemente. Afinal, não só os preços baixos conquistam clientes, mas também as prateleiras recheadas de produtos que seguem as tendências da vez. Estão em alta, por exemplo, as tiaras de estilo pin-up que fazem a cabeça da cantora Anitta e acessórios como o chamado tassel, espécie de pompom bastante comum em cortinas. Nas próximas semanas, graças ao Natal, o pedaço, que concentra 3 800 estabelecimentos comerciais, tende a ficar ainda mais caótico. Por onde passam normalmente 400 000 pessoas por dia, chegará a transitar 1,5 milhão. Cada uma delas desembolsa, em média, 200 reais por visita, de acordo com a União dos Lojistas da Rua 25 de Março e Adjacências (Univinco).
Pensando em atenuar o perrengue dos frequentadores, a CET iniciou uma operação de bloqueio diário da circulação de veículos (das 10 às 18 horas, de segunda a sábado, e das 9 às 15 horas, aos domingos), que vai durar até 24 de dezembro. Além disso, 60% das lojas abrirão aos domingos nas próximas semanas. Nesta época, os interessados em bijuterias, roupas e eletrônicos também podem contar com um pouco mais de segurança. O número de policiais sobe de 160 para 250. Para recarregar as energias entre uma compra e outra, há novas opções gastronômicas, como dois restaurantes árabes inaugurados no ano passado. VEJA SÃO PAULO bateu perna pela região e garimpou 25 novidades da rua e arredores. Confira o resultado.
Decoração digna de shopping
Esqueça a imagem de que o comércio da 25 de Março é sinônimo de estabelecimentos feios. A loja Bendita Benedita é um exemplo dos novos tempos. Aberto no ano passado, o local, especializado em bijuterias e artigos de presente, apostou em uma decoração caprichada, com papéis de parede, lustres floridos e móveis brancos. O cenário da vitrine muda quatro vezes por ano. “Parece coisa de shopping”, elogia a empresária Kamila Clemes, que viaja do interior de Santa Catarina para São Paulo a fim de comprar itens para sua loja de roupas e acessórios.Bendita BeneditaRua 25 de Março, 775, tel. 3228-9130. 8h/18h (seg. a sex.); 8h/14h (sáb.); 10h/14h (dom.).

Boquinha rápida
Em máquinas importadas da Holanda, dá para reabastecer as energias com salgados, hambúrgueres e batatas fritas preparados na hora. Os quitutes custam de 1 a 7 reais. É só inserir o dinheiro, abrir a portinha e partir para o ataque. Por dia, nas duas lojas da marca Quickies da região — uma delas com apenas 3,75 metros quadrados —, instaladas no ano passado, são vendidos até 3 500 croquetes.QuickiesLadeira Porto Geral, 14. 8h/19h (seg. a sáb.). Rua 25 de Março, 555, tel. 3285-1400. 8h/19h (seg. a sex.); 8h/15h (sáb.).
Pé no freio
Para melhorar a segurança dos pedestres e ciclistas da região, além de reduzir o índice de acidentes e atropelamentos, a CET baixou o limite de velocidade para veículos no Viaduto 25 de Março. A máxima caiu de 50 para 40 quilômetros por hora. A medida, adotada em 21 de outubro, vale também para outras treze vias do centro da cidade.
A Copa do Mundo é nossa
Enquanto o técnico Felipão decide quem vai atuar ao lado de Neymar no ataque da seleção brasileira durante a Copa do Mundo, os comerciantes da região já apostam que os golaços da temporada serão os produtos em verde e amarelo. Várias prateleiras estão repletas de itens como o guarda-chuva canarinho, que sai por 4,76 reais.All Store. Rua Comendador Abdo Schahin, 224, tel. 3229-6799. 8h/17h30 (seg. a sex.); 8h30/12h30 (sáb.).
Delícias portuguesas
Desvie-se um pouco da rota das compras para provar os doces portugueses da recém-inaugurada Casa Mathilde. A vitrine é tão diversificada que fica difícil escolher. Há desde pastéis de nata (4,80 reais), de massa crocante e recheio cremoso, até travesseiros de sintra com amêndoas (5 reais).Casa MathildePraça Antônio Prado, 76, tel. 3106-9605. 9h30/19h30 (seg. a sex.); 9h30/16h30 (sáb.).

Tecnologia na multidão
Em meio à gritaria da Ladeira Porto Geral, Anderson dos Santos se aproxima dos pedestres e, sem levantar o tom de voz, utiliza um iPad para mostrar fotos das bijuterias da Espaço ND, que fica escondida em uma pequena rua perto dali. “Depois que fisgo a cliente, tiro fotos dela para montar um grande mural com as imagens”, conta. Diariamente, cerca de vinte pessoas visitam a loja seduzidas pelo tablet de Santos. “Sou muito chique”, brinca.Espaço NDRua Varnhagen, 25, tel. 3229-2956. 8h/18h (seg. a sex.); 8h30/14h (sáb.).
Casório em tom de piada
Virou moda nas festanças distribuir entre os convidados plaquinhas com mensagens divertidas, como “Obrigado por salvar minha amiga”. Uma custa 13 reais e dez saem por 100 reais. A loja aceita também frases por encomenda.Fest Lembranças.Ladeira Porto Geral, 52 (4º andar), tel. 3313-1968. 9h/18h (seg. a sex.); 8h30/13h (sáb.).

Noveleiras de plantão
É só uma personagem de novela da Globo aparecer com algum adereço diferente que ele logo cai no gosto da mulherada. O da vezé o ear cuff, usado pela modernete Patrícia, em Amor à Vida. Trata-se de um brinco que enfeita toda a parte de fora da orelha. O da fotocusta 7,99 reais. Na mesma trama, Danielle Winits é adepta de um trio de anéis dourados (7,99 reais) que também está na moda. Angel BijuRua 25 de Março, 867, 3313-3092. 8h/19h (seg. a sex.); 8h/16h (sáb. e dom.).

Por uma casa mais moderninha
Na ativa desde 1905, a loja de decoração Doural não fica para trás e acompanha as tendências. Itens de pegada jovem recheiam as prateleiras. Há desde uma lancheira retrô da Coca-Cola (45 reais) até uma faca para cortar carne da Tramontina com estampa de corações (55 reais). DouralRua 25 de Março, 595, tel. 3328-6228. 7h45/18h (seg. a sex.); 7h30/17h (sáb.); 8h45/15h (dom.).
Movimento em tempo real
Será que está muito cheio? A chuva já chegou por lá? O trânsito está liberado? No site Vejo ao Vivo o cliente fica sabendo dessas informações antes desair de casa. Há três meses, os organizadores da página instalaram cerca de sessenta câmeras na capital, uma delas na 25 de Março. Mais de 40 000pessoas já conferiram em tempo real o movimento do pedaço. www.vejoaovivo.com.br/sp/sao-paulo/rua-25-de-marco.

Vendedoras antenadas
”Se você trabalha com moda, precisa mostrar que entende do assunto para ter credibilidade”, afirma Flavia Nascimento, gerente da loja Le Charm Bijoux. Ali, asdez vendedoras têm uniforme que muda a cada seis meses inspirado nas tendências do momento. Hoje, elas revezam estampas étnicas (foto) com as de azulejo português.As meninas também fazem workshops para aprender a se maquiar e combinar bijuterias. Le Charm BijouxRua 25 de Março, 673, 3312-2990. 8h/18h (seg. a sex.); 8h/16h(sáb.); 9h/14h (dom.).

Franjinha até na bolsa
Se entre os penteados existem aqueles com franjas longas, curtas, loiras, morenas ou repicadas, a mesma lógica vale para as bolsas. Há modelos mais ou menos cabeludos, de diversos tamanhose preços. Quase todas as lojas de roupas e bijuterias oferecem pelo menos uma das variedades. Na Silvia Bijoux, a versão de fios compridos e claros sai por 121,99 reais. Silvia BijouxRua 25 de Março, 977, tel. 3228-2470. 8h/17h30 (seg. a sex.);8h/14h30 (sáb.).
Habemus mordomia
Se o objetivo é curtir o passeio sem se estressar, a empresa Tran7 resolve a questão. Um tour lançado há menos de um mês oferece visitas guiadas à região quepodem durar cinco ou oito horas e incluir até treze pessoas. Tran7Para até três pessoas: R$ 300,00 (cinco horas) e R$ 450,00 (oito horas); para até treze pessoas: R$ 450,00 (cincohoras) e R$ 650,00 (oito horas). Informações: tel. 2795-2700.

Acessório das poderosas
Um adereço usado pela cantora de funk Anitta vem realçando a cabeleira das meninas. É a tiara no estilo pin-up, lisa ou estampada. Para não fazer feio, deve-se amarrar um laço com o tecido que envolve o adorno no topo da cabeça. Na Cindy Bijoux, os modelos vão de 3,50 a 3,90 reais. Cindy BijouxRua 25 de Março, 795/799, tel. 3313-0005. 8h/17h30 (seg. a sex.); 8h/15h30 (sáb.).
PELA INTERNET
Aproveitar os bons preços e a grande variedade de produtos da região da 25 de março, sem enfrentar apertos ou gastar as solas dos sapatos parece um sonho, principalmente próximo de datas comemorativas.
A realidade, porém, não está muito distante disso. Já é possível comprar em alguns dos principais magazines da famosa rua com apenas alguns cliques. Importadoras como a Niazi Chohfi e a Doural aplicam seus bons preços também às respectivas lojas virtuais.
Comercial Gomes, Mercado Camicado e a Semaan Brinquedos são outros dos nomes que marcam presença no comércio on-line.
“Trabalhamos com uma grande variedade de itens e, por isso, conseguimos bons preços. Era importante ter uma loja virtual para levar tudo isso até os consumidores de outros estados ou aqueles que não conseguem ir à 25 de março por qualquer outro motivo”, diz Marcelo Mouawad, diretor comercial da Semaan.
O site da loja tem três anos e já figura entre os mais importantes do segmento. Ele estima que, ao mês, sejam feitas aproximadamente 4 000 vendas através da loja virtual. “A área à qual eu mais me dedico é a de promoções, que tem entre 200 e 400 novos itens toda semana”, acrescenta Mouawad.
Entre as vantagens de comprar na "25 de março on-line" está a possibilidade de acompanhar diariamente as novidades das lojas. Um feito impossível para quem não pode se deslocar até a região todos os dias.
Em contrapartida, o cliente que compra pela internet não pode ver e tatear o produto que deseja. Os sites, em geral, também pecam na quantidade e qualidade das fotos disponíveis. Para itens de marcas desconhecidas (geralmente as mais baratas), esse contato físico é fundamental.
“Eu gosto de ver pessoalmente o produto, tatear e comparar com os que estão ao seu lado na prateleira”, diz uma cliente do Mercado Camicado, em um de seus dias de compras na região. “Às vezes venho para comprar uma coisa e acabo levando outra”, acrescenta.
Fonte: DAQUI

Um comentário:

Cássia Fróio disse...

Amo suas preciosas dicas.