quarta-feira, janeiro 29

Afinal, o que pode e o que não-pode-de-jeito-nenhum comer à noite?


Responda rápido: em dias de calor in-su-por-tá-vel o que é melhor comer na hora do jantar? a) uma pratada de macarrão, b) uma bela salada de folhas ou c) uma vitamina de frutas bem refrescante. Se você escolheu a alternativa B ou C, pasme, você ERROU! Exatamente isso cara glamourosa. E nós não enlouquecemos, não! Quem jura de pés juntinhos que essa é a mais pura verdade é a nutricionista e chef Bela Gil (sim, sim, a filha de Gilberto Gil). Consultamos a expert para desvendar essa e outras curiosidades sobre a alimentação noturna no verão e te ajudar a manter o corpitcho e a saúde em dia. Vamos a elas...

 Independentemente da estação do ano, a regra de não ir para a cama com a barriga cheia é sempre válida. Dê um intervalo de 3 horas entre a refeição e a hora de cair no sono, ok? Isso vai evitar que você acorde com uma sensação de peso no dia seguinte. Ah! E a máxima oriental de que o ideal é sair da mesa 80% satisfeita é superválida. Espere ao menos 20 minutos para repetir o prato – é esse o tempo que o cérebro demora para captar a mensagem de que você se alimentou.


Salada de jeito nenhum!
Todo mundo acha que comer uma saladinha é sempre bem-vinda, mas nem sempre é assim. As folhas e os legumes crus não são tão bem digeridos por nosso organismo à noite quanto durante o dia. Prefira sempre legumes cozidos al dente – para que eles não percam todas as vitaminas – com cereais como arroz integral ou lentilha. Entre uma proteína e um carboidrato, fique com a segunda opção (sim, sim, pode acreditar!!!), que também é melhor digerida a noite.
Esquente para refrescar
Tomar uma sopinha quente no verão é... uma ótima opção! Quando você aumenta a temperatura corporal o ambiente externo fica mais frio e é garantia de uma sensação refrescante. O mesmo vale para chá, leite e café quentinhos. A sensação inicial pode ser até estranha, mas logo você se acostuma e vai adorar se sentir mais fresquinha.


Mas e as frutas, hein?
No verão é a hora de abusar delas – e no inverno é bom evitar porque seu consumo resfria o corpo e a chance de uma gripe tomar conta do seu corpinho aumenta, tá? –, mas sempre em refeições isoladas. Comer frutas de sobremesa é um dos piores erros que as pessoas cometem, porque nosso organismo digere muito mais rápido as frutas e isso atrapalha o ritmo natural do processamento dos outros alimentos, que foram ingeridos anteriormente. Dê um intervalo de 2 horas depois das refeições antes de comer aquela salada de frutas, tá?
FONTE: DAQUI

Um comentário:

Anônimo disse...

Quanta baboseira, preferir carboidrato a noite ao invr=ez de proteina? mds... dat retard